Vazão de 1.300 m³/s no Baixo: atualização do quadro

8 de abril de 2020

Rede InfoSãoFrancisco 

OPERAÇÕES DE BARRAMENTOS |VAZÕES REGURALIZADAS REDUZIDAS

Após reunião realizada pela ANA – Agência Nacional de Águas na segunda feira (06), a CHESF emitiu nova atualização sobre as operações da UHE Xingó

Na segunda feira passada, dia 06, foi realizada mais uma reunião da Sala São Francisco, de acompanhamento da situação criada pela ANA – Agência Nacional de Águas.

A partir das considerações do ONS – Operador Nacional do Sistema, foi estabelecido que a vazão de 1.300 m³/s (hum mil e trezentos metros cúbicos por segundo, valor minimo determinado pelo Plano da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco) serão mantidas na defluência da UHE Xingó até o final de maio.

Veja abaixo o comunicado da CHESF emitido ontem (07).

Acervo CanoaDocs – via CHESF

Veja a apresentação do ONS – Operador nacional do Sistema 

Veja a apresentação do ONS – Operador nacional da CPRM – Serviço Geológico Brasileiro

Até que caia

Em 13 de dezembro de 2019 foi publicada a matéria 550 m³/s! Vazão mínima autorizada [ainda] em vigor no Baixo São Francisco. Desde aquela data não são conhecidas, até o momento, disposições e/ou ações que levem ao cancelamento da Autorização Especial IBAMA 012/2017 e necessárias responsabilizações.

Os efeitos danosos se acumulam ao passivo já considerável de exatos quarenta anos de regularização desde a entrada em operação de Sobradinho (1979/80).

 

Para que esse caso não caia no esquecimento, na normalidade cotidiana, será mantida a republicação desta denúncia agregada à cada nova notícia, ininterruptamente, até que seja conhecida reação que conduza ao cancelamento/revogação desta licença que equivale a mais um desastroso passo rumo ao fim do rio São Francisco.

Imagem em destaque – Proa para Pão de Açúcar – Foto: Carlos E. Ribeiro Jr | Canoa de Tolda/InfoSãoFrancisco


×

Encontre a localização

Encontrar

Resultados:

Latitude:
Longitude:

Zoom:

Finalizar geocodificação

×

Envie um artigo

Você tem notícias para compartilhar da bacia do Rio são Francisco? Contribua para este mapa enviando sua história. Ajude a ampliar a compreensão do impacto global dessa importante região no mundo.

Encontre localização no mapa

Encontre localização no mapa