Setor elétrico determina: vazões no Baixo sobem para 1.500 m³/s

26 de junho de 2020

BAIXO SÃO FRANCISCO | OPERAÇÕES DE BARRAMENTOS
REDAÇÃO 

Em pouco mais de 24 horas, nova mudança na vazão a jusante de Xingó, estabelece um sistema de “alerta” com comunicados simbólicos – emitidos sem antecedência  – favorecendo unicamente o conforto do setor elétrico, sob comando do ONS – Operador Nacional do Sistema, mantendo o padrão de não reconhecimento da crítica situação das populações e ecossistemas do Baixo São Francisco

Seguindo o procedimento de ontem, durante o curso da operação de aumento de defluência, foi recebido da CHESF – Companhia Hidro Elétrica do São Francisco o documento Carta Circular SOO-027/2020 na data de hoje comunicando a nova mudança na vazão da UHE Xingó.

A operação de hoje segue determinações do ONS – Operador Nacional do Sistema, órgão gestor do sistema de integrado de transmissão de energia no país, que reina absoluto sobre o controle das águas do São Francisco, com o solícito e silencioso suporte dos demais entes do sistema da chamada gestão participativa e democrática.

Veja abaixo, a região afetada pelas operações da UHE Xingó, entre Piranhas e a foz do São Francisco, nos municípios de Piaçabuçu, AL e Brejo Grande, SE.

static Mapbox map of the San Francisco bay area

Reiteramos: desde 2013 as populações do Baixo São Francisco – em particular as difusas – estão enfrentando situações extremas de não acesso à água de qualidade para uso humano, ao mesmo tempo que ecossistemas aquáticos e de transição com zonas no limite do espelho d’água e terra firme sem que tenham sido beneficiadas com vazões adequadas. 

Há ainda de que a programação estabelecida no início do mês, inclusive pela ANA – Agência Nacional de Águas, estabelecia o valor de 1.100 m³/s como vazão até setembro próximo. Portanto, alterações possíveis deveriam ser alertadas com antecedência, uma vez que a situação dos reservatórios é NORMAL (ANA), sem qualquer alerta, sendo o incremento de vazão unicamente para atendimento ao setor elétrico e da forma que lhe for mais conveniente.

O comunicado da CHESF foi registrado no sistema de correio eletrônico desta entidade às 16: 19, quando já era observada alteração na vazão na estação Reserva Mato da Onça, situação que mantém a relevância e urgência da necessidade do acesso público aos dados de vazão instantânea na saída da UHE Xingó

 Veja abaixo o ofício da CHESF

Acervo CanoaDocs – origem CHESF

Fontes

CHESF – Companhia Hidro Elétrica do São Francisco

ANA – Agência Nacional de Águas

Imagem em destaque – UHE Xingó – Estúdio Cisco


×

Encontre a localização

Encontrar

Resultados:

Latitude:
Longitude:

Zoom:

Finalizar geocodificação

×

Envie um artigo

Você tem notícias para compartilhar da bacia do Rio são Francisco? Contribua para este mapa enviando sua história. Ajude a ampliar a compreensão do impacto global dessa importante região no mundo.

Encontre localização no mapa

Encontre localização no mapa