Refrescando a memória: Falsas Promessas das Barragens

16 de junho de 2020

BACIA DO SÃO FRANCISCO | BARRAMENTOS
REDAÇÃO |  VIA CANOA DE TOLDA

A aceleração do processo para a construção da UHE Formoso no rio São Francisco deixa exposta a precariedade da construção de um futuro razoável e mantém atualizado manifesto divulgado, em 2019, na França, sobre a “venda” de projetos de barragens como perfeitamente adequados ao enfrentamento do desastre da crise climática

A aceleração do processo formal para a construção da UHE Formoso no rio São Francisco deixa exposta a precariedade da proteção do patrimônio natural, vulnerável não só a um sistema de licenciamento predatório [e favorece situações como a que se desenha], mas também ao pouco interesse que a sociedade brasileira vê na conservação do meio ambiente.

Na base da tentativa de empurrar mais essa inconcebível intervenção no São Francisco, a falsa ideologia dos “benefícios e da energia limpa e verde” que serão produzidos pela barragem. Conversa velha de dezenas e dezenas de anos, que nos leva à perfeitamente atual declaração As Falsas Promessas das Barragens, de maio de 2019.

Veja o artigo na íntegra no Canoa de Tolda.

Este artigo faz parte da integração e compartilhamento de conteúdos entre o InfoSãoFrancisco e o Canoa de Tolda

Imagem em destaque – As Falsas Promessas das Barragens. Divulgação.


×

Encontre a localização

Encontrar

Resultados:

Latitude:
Longitude:

Zoom:

Finalizar geocodificação

×

Envie um artigo

Você tem notícias para compartilhar da bacia do Rio são Francisco? Contribua para este mapa enviando sua história. Ajude a ampliar a compreensão do impacto global dessa importante região no mundo.

Encontre localização no mapa

Encontre localização no mapa